Vivência com estudantes
Rede Lucy Montoro e Secretaria da Educação alertam sobre as consequências dos acidentes

No dia 26 de junho, a unidade Lapa da Rede Lucy Montoro, em parceria com o programa Respeito à Vida e a Secretaria de Estado da Educação, recebeu estudantes da rede pública com games interativos e vivências para alertar sobre as consequências dos acidentes de trânsito. A ação “Sua vida vale mais sem vacilo” chama a atenção para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

A programação, com duração de três horas, começou com um game interativo sobre as lesões decorrentes da violência no trânsito e os efeitos do consumo de álcool e drogas. Logo após, os estudantes foram desafiados a vivenciar algumas situações sob a ótica da pessoa com deficiência, desde se locomover com uma cadeira de rodas em uma rampa até experimentar modalidades do esporte adaptado, como vôlei sentado, basquete em cadeira de rodas e tênis de mesa.

A ação se encerrou com depoimento de um paciente jovem vítima de acidente de trânsito que, além de contar a sua história, também abordou como os estudantes devem receber e incluir pessoas com deficiência e esclarecer dúvidas dos participantes. Por fim, houve uma visita às dependências do Centro de Reabilitação Lucy Montoro Lapa.

Números

Segundo balanço da Rede de Reabilitação Lucy Montoro, em 2018, 57% das vítimas de acidente de trânsito atendidas eram motociclistas. Nesse grupo, 84% dos casos aconteceram com homens entre 20 e 39 anos, sendo que 57% sofreram amputação, 16% lesão medular (se tornaram paraplégicos ou tetraplégicos) e 7% lesão encefálica.

Do total de vítimas de acidente de trânsito atendidas pela Rede Lucy Montoro, 78% são homens, sendo que 69% tem entre 20 e 39 anos. O levantamento aponta ainda que 21% das vítimas de trânsito atendidas na Rede sofreram acidente de carro (motoristas ou passageiros), 18% atropelamento e 4% eram ciclistas. Entre as principais consequências estão amputação (41%), lesão medular (se tornaram paraplégicos ou tetraplégicos (35%) e lesão encefálica (23%).

O Centro de Reabilitação Lucy Montoro Lapa oferece um conjunto de laboratórios de desenvolvimento e aprimoramento de habilidades de vida prática composto por atividades que promovem experiências reais ou simuladas. Nestes laboratórios, as vivências são guiadas por profissionais de saúde e técnicos de artes, que aliam técnicas de educação, arte, esporte e conceitos de lazer e cultura acessíveis para possibilitar vivências e treinamentos que contribuam para sua participação ativa na sociedade e plena inclusão na comunidade em que vive.

"O trabalho em prol da segurança viária é multidisciplinar. Nosso foco é a prevenção, mas o Governo de São Paulo também investe no atendimento pós-acidente, com apoio e serviços de excelência que beneficiam as vítimas e familiares", destaca a coordenadora do programa Respeito à Vida, Silvia Lisboa.


Governo do Estado de São Paulo